Receptivo no Rio

Faça seu cadastro e solicite nossos tarifários. Temos uma grande variedade de serviços para você não perder vendas. Fazer cadastro...

Cadastro seu e-mail

Cadastre seu e-mails e receba nossas promoções e novidades!

Ingresso Carnaval Rio de Janeiro

CARNAVAL

Já começaram as vendas dos ingressos para o CARNAVAL 2014. Temos disponíveis ingressos para todos os setores do sambódromo: arquibancada, cadeira de pista, frisa e camarote. A Rio40graus Operadora leva você para o maior show da terra, com todo conforto e segurança. Os ingressos já estão a vendas nossa loja virtual: www.cliqueseguro.com. Faça já sua reserva e aproveite nossos preços promocionais.

khantry design

UFC Rio de Janeiro

O Ultimate Fighting Championship (UFC) é a maior organização de artes marciais mistas do mundo. Inspirado por torneios devale-tudo de origem brasileira, é atualmente comandada pela Zuffa Entertainment. Lutadores de MMA (como o esporte é conhecido) praticam diferentes artes marciais, tais como jiu-jitsu brasileiro, boxe, wrestling, muay thau, judô, karatê, tae kwon do, entre outras. Levamos você para a arena do UFC no Rio de Janeiro, com todo conforto e segurança. Atendemos pequenos e grandes grupos. Faça sua solicitação!

 

Rock in Rio 2013

O Rock in Rio é um festival de música cultural originário do Brasil idealizado pelo empresário brasileiro Roberto Medina e realizado pela primeira vez em 1985. Considerado como o maior festival de música da atualidade, o festival abrange todos os ritmos para agradar todos os fãs. A Rio40graus Operadora leva você ao festival com total conforto e segurança. Com 18 pontos para embarque e três horários diferentes, sua única preocupação é se divertir. Acesse nossa loja virtual e compre já seu transporte.

Um Rio para todos

TURISMO GLS
Um dos grandes orgulhos da cidade maravilhosa é ser considerado o melhor destino para os gays de todo planeta. A cidade recebe, todos os anos, milhares de pessoas interessadas em conhecer esse mundo colorido. A Rio40graus Operadora dá boas vindas ao público mais animado da cidade e oferece diversos roteiros e passeios especializados, sempre visando a qualidade e o bom gosto em seus pacotes. Venha conhecer a cidade maravilhosa conosco!

 

Times de futebol do Rio

vasco.jpg

Enquete do Rio

O que você quer ver?
 

Indique este site a um amigo!

Se você gostou deste site, indique a um amigo, ele também pode gostar de nossos produtos.

Quantos on line

Nós temos 13 visitantes online
Erro
  • JUser::_load: Unable to load user with id: 62

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Qui, 21 de Junho de 2012 18:52

Passeios no Rio de Janeiro

Você verá aqui muitas atrações para visitar no Rio de Janeiro

 

Qui, 21 de Junho de 2012 18:20

História do Pão de Açucar

História do Pão de Açucar no Rio de Janeiro

O Bondinho do Pão de Açúcar é um teleférico localizado na cidade do Rio de Janeiro, no Pão de Açúcar, sendo uma das atrações turísticas da capital fluminense, inaugurado em 1912 e desde então já transportou cerca de 37 milhões de pessoas, mantendo uma média atual 2.500 por dia.

Histórico

A vista da Baía da Guanabara, considerada uma das paisagens mais belas do mundo, era o atrativo que levava curiosos e alpinistas a escalar o Pão de Açúcar, já em fins do século XIX. O desenvolvimento das técnicas de engenharia levaram, já em 1908, ao engenheiro Augusto Ferreira Ramos a idealizar um sistema teleférico que facilitasse o acesso a cume do monte.
Quando o bondinho foi construído, só existiam dois no mundo: o teleférico de Monte Ulia, na Espanha, com uma extensão de 280 metros e que foi construído em 1907; e o teleférico de Wetterhorn, na Suíça, com um extensão de 560 metros, construído em 1908.

Construção

Para construir o teleférico foram necessário mais de 400 homens. Eram operários-escaladores. Cada um subiu com algumas peças para no topo do Morro do Pão de Açúcar fossem montadas. No final era um guincho que auxiliou na subida dos cabos de aço. Até hoje é possível ver os pinos que foram colocados por estes escaladores na rocha na subida pelo Costão do Pão de Açúcar.

Atualidade

O bondinho funciona ao longo de duas rotas, uma ligando a base do morro da Babilônia ao morro da Urca e outra ligando o morro da Urca ao pico do Pão de Açúcar.
A primeira linha (estação inicial - morro da Urca) possui extensão de 600 metros e a velocidade máxima durante a viagem é de 6 metros por segundo (21,6 km/h). A segunda linha (morro da Urca - Pão de Açúcar) possui extensão de 850 metros e a velocidade máxima durante a viagem é de 10 metros por segundo (36 km/h).
A capacidade atual é de 60 passageiros por viagem. Como o trajeto de cada linha é realizado em aproximadamente 3 minutos, a capacidade do teleférico é de 1170 passageiros por hora.

Curiosidades

O bondinho foi ainda cenário do filme 007 Contra o Foguete da Morte, de 1979, no qual o agente secreto britânico James Bond (aqui interpretado pelo ator Roger Moore) derrota seu famoso inimigo Dentes de Aço (Jaws), interpretado por Richard Kiel.
Em 2002, quando completou 90 anos, a data foi comemorada com um grande show do cantor Roberto Carlos, no Aterro do Flamengo.
Nestas nove décadas foram transportados 31 milhões de passageiros (segundo a Riotur )

Visão interna do bondinho em movimento
O Pão de Açúcar também foi o escolhido para o lançamento do último filme da saga Harry Potter. A primeira seção teve a presença do ator Tom Felton (Draco Malfoy) e contou com uma seção de cinema no Morro da Urca.

Passageiros ilustres

Diversas personalidades já realizaram o passeio no bondinho. Dentre estas, destacam-se:
John Fitzgerald Kennedy - presidente estadunidense;
Albert Einstein - físico alemão.
Lech Walesa - líder sindical e ex-presidente da Polônia;
Gina Lollobrigida - atriz italiana.
Papa João Paulo II
Gisele Bündchen - modelo brasileira
Brooke Shields - Atriz norte americana
Tom Felton - Ator que interpretou o personagem Draco Malfoy na saga Harry Potter

Aventura

O Pão de Açúcar pode ser escalado por diversas faces pois possui mais de 60 vias, algumas mais fáceis, outras mais difíceis. É o maior número de vias de escalada do mundo. Não há caminhadas até o cume. Existem vários níveis de dificuldade para quem gosta deste esporte, do simples (pelo Costão do Pão de Açúcar) até o mais elevado.
O Pão de Açúcar possui uma rocha considerada de ótima qualidade para subida. Algumas dessas vias são: Italianos (5º Vsup), a Coringa (3º IV), a Bohemia Gelada (2º III), a Chaminé Stop (4º IV), a Secundo (5º VIIa), a Lagartão (5º VIIa) e a ferrata CEPI.

Qui, 21 de Junho de 2012 17:07

História do Corcovado

Cristo Redentor no Rio de Janeiro

O Cristo Redentor é um monumento retratando Jesus Cristo, localizado no bairro do Alto da Boa Vista, na cidade do Rio de Janeiro, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Situa-se no topo do Morro do Corcovado, a 709 metros acima do nível do mar. Foi inaugurado às 19h 15min do dia 12 de outubro de 1931, depois de cerca de cinco anos de obras. Um símbolo do cristianismo, o monumento tornou-se um dos ícones mais conhecidos internacionalmente do Brasil. No dia 7 de julho de 2007, em Lisboa, no Estádio da Luz, foi eleito uma das novas sete maravilhas do mundo. Dos seus 38 metros, oito estão no pedestal e trinta na estátua, a qual é a segunda maior escultura de Cristo no mundo, atrás apenas da Estátua de Cristo Rei, na Polônia.
Em uma pesquisa realizada pela revista América Economia, no ano de 2011, o Cristo Redentor foi considerado por 23,5 por cento dos entrevistados como o maior símbolo da América Latina. A pesquisa foi feita pela internet e reuniu a opinião de 1 734 executivos de todos os países da região.

História

A construção de um monumento religioso no local foi sugerida pela primeira vez em 1859, pelo padre lazarista Pedro Maria Boss, à Princesa Isabel. No entanto, apenas retomou-se efetivamente a ideia em 1921, quando se iniciavam os preparativos para as comemorações do centenário da Independência.
A estrada de rodagem que dá acesso ao local onde hoje se situa o Cristo Redentor foi construída em 1824. Já a estrada de ferro teve o primeiro trecho (Cosme Velho-Paineiras) inaugurado em 1884. No ano seguinte, 1885, o segundo trecho foi concluído, completando a ligação com o cume. A ferrovia, que tem 3 800 metros de extensão, foi a primeira a ser eletrificada no Brasil, em 1906. A construção do Cristo Redentor, ainda, é considerada um dos grandes capítulos da engenharia civil brasileira. Foi erguida em concreto armado e revestida de um mosaico de triângulos de pedra-sabão originária da região de Carandaí, no estado brasileiro de Minas Gerais.

Pedra fundamental

A pedra fundamental do monumento foi lançada em 4 de abril de 1922, mas as obras somente foram iniciadas em 1926. Dentre as pessoas que colaboraram para a realização, podem ser citados o engenheiro Heitor da Silva Costa (autor do projeto escolhido em 1923), o artista plástico Carlos Oswald (autor do desenho final do monumento) e o escultor francês de origem polonesa Paul Landowski (executor dos braços e do rosto da escultura).
Ainda hoje, algumas pessoas dizem, erroneamente, que o monumento foi um presente da França para o Brasil, quando, na verdade, a obra foi erigida a partir de doações de fiéis de arquidioceses e paróquias por todo o país, com o projeto de autoria e chefia do engenheiro Heitor da Silva Costa. Da França, vieram, apenas uma réplica de quatro metros feita de pequenos moldes, assim como modelos das mãos feitos pelo colaborador Landowski. Todos estes fatos foram atestados com rigor no programa televisivo Detetives da História produzido pelo The History Channel.      

Reação adversa à construção

Em 22 de março de 1923, seguidores da igreja Batista declararam, em nota publicada em O Jornal Batista, órgão oficial da Convenção Batista Brasileira, seu desgosto quanto à construção do Cristo Redentor. A nota afirmava que a construção "será, a um tempo, um atestado eloquente de idolatria da igreja de Roma".
Entretanto, a igreja Católica sempre manteve-se firme em sua posição, argumentando jamais ter adotado a idolatria em sua doutrina, esclarecendo sempre que as imagens de santos em suas igrejas são vistos por seus fiéis como exemplos de fé a serem seguidos.

Inauguração 

Na cerimônia de inauguração, no dia 12 de outubro de 1931, estava previsto que a iluminação do monumento seria acionada a partir da cidade de Nápoles, de onde o cientista italiano Guglielmo Marconi emitiria um sinal elétrico que seria retransmitido para uma antena situada no bairro carioca de Jacarepaguá, via uma estação receptora localizada em Dorchester, Inglaterra, tudo a convite de Assis Chateaubriand. No entanto, o mau tempo impossibilitou a façanha e a iluminação foi acionada diretamente do local. O sistema de iluminação original foi substituído duas vezes: em 1932 e no ano 2000.                                                                  

Reformas

Tombado definitivamente pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 2009, o Monumento ao Cristo Redentor passou por obras de recuperação em 1980, quando da visita do Papa João Paulo II. Em 1990, sofreu ampla restauração através de um convênio entre a Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro, a Rede Globo, a Shell do Brasil, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e a prefeitura do Rio de Janeiro.
Em 2003, foi inaugurado um sistema de escadas rolantes, passarelas e elevadores para facilitar o acesso à plataforma de onde se eleva o monumento. A restauração de 2010, realizada pela Vale em parceria com a arquidiocese do Rio de Janeiro, concentrou-se na estátua. Além da recuperação da estrutura interna, foi restaurado o mosaico de pedra-sabão que reveste a estátua, com a retirada da pátina biológica (camada de fungos e outros microorganismos) e a recomposição de danos devido a pequenas rachaduras. Também foram consertados os para-raios localizados na cabeça e nos braços da estátua. O desgaste do monumento é causado pelas condições climáticas extremas a que ele está submetido, como rajadas de ventos e fortes chuvas, de modo que obras de manutenção devem ser realizadas periodicamente.

Sete maravilhas do mundo moderno

No dia 7 de julho de 2007, em uma festa realizada em Portugal, o Cristo Redentor foi incluído entre as novas sete maravilhas do mundo moderno. A decisão, após um concurso informal, foi baseada em votos populares (internet e telefone), votação que ultrapassou a casa dos cem milhões de votos.
Todavia, o concurso não possui o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, que apontou a falta de critérios científicos para a escolha das maravilhas.

Acesso

O Cristo Redentor pode ser acessado pela linha férrea do Cosme Velho. Até pouco tempo atrás, para se chegar ao mirante da estátua precisava-se caminhar muito, o que se tornou uma barreira para deficientes físicos. A partir do ano de 2002, a Prefeitura do Rio de Janeiro instalou três elevadores panorâmicos e quatro escadas rolantes como parte do projeto de renovação do Cristo

Controvérsias

Antes mesmo de ser construído, o Cristo Redentor era motivo de acaloradas discussões que dividiam o país entre católicos, protestantes e cidadãos sem religião. Apesar de, atualmente, protestantes de todo o mundo visitarem o Cristo, inicialmente os líderes da Igreja Batista eram contrários à construção dele, chegando a propor que o dinheiro arrecadado fosse usado na construção de uma obra beneficente.

Direitos de uso

Os direitos de uso comercial da imagem de Cristo no Corcovado pertencem desde 1980 à Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro, embora haja disputa por parte dos herdeiros dos envolvidos na concepção da obra[carece de fontes]. O monumento está em área cedida pela União à Arquidiocese do Rio na década de 1930, mas o acesso à estátua é realizado através do Parque Nacional da Tijuca, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

Entrada grátis para católicos

Em 21 de novembro de 2007, o superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Rogério Rocco, afirmou que, a partir daquela data, os católicos poderiam entrar gratuitamente no Cristo Redentor, mas apenas em datas agendadas pela Arquidiocese do Rio de Janeiro. A decisão causou desgosto nos admiradores da imagem que seguem outras religiões e naqueles que advocam pelo secularismo do estado.

Santuário católico

Outra decisão que causou desgosto aos protestantes admiradores da imagem do Cristo foi a de transformá-lo num santuário católico nas comemorações de seus 75 anos, em 12 de outubro de 2006.
Há também, na base do monumento, uma capela católica devotada a Nossa Senhora Aparecida, onde há celebrações católicas como casamentos e batizados.

Referências culturais

O monumento aparece em diversas canções, como tema ou citada.
Vietnã do Brasil, de Pavilhão 9 (Cidade bela vislumbrada pelo mundo inteiro/Quem não conhece o famoso Rio de Janeiro/Bonde, Corcovado, Cristo Redentor/Praia de Copacabana e Circo Voador...)
Alagados, dos Paralamas do Sucesso ("E a cidade que tem braços abertos/No cartão-postal")
Bananas, dos Titãs ("… O arco de Oxóssi nas mãos do Cristo Redentor…")
Corcovado, de Tom Jobim ("Da janela vê-se o Corcovado/O Redentor, que lindo")
É Fim de Mês, de Raul Seixas ("Que eu comprei pra domingar com o meu amor/Lá no cristo redentor, ela gostou 
Sou carioca, sou do Rio de Janeiro, de Gabriel o Pensador ("Cristo Redentor/Braços abertos.../Jesus Cristo é carioca xará") 
Expresso 2222, de Gilberto Gil ("O Cristo é como quem foi visto subindo ao céu")
Las Muchachas de Copacabana, de Chico Buarque ("Corcovado em Mar del Plata/Tem")
Os Passistas, de Caetano Veloso ("O Corcovado e o Redentor daqui")
Paralelas, de Belchior ("No Corcovado/Quem abre os braços sou eu")
Percorrendo o meu País, de Teixeirinha ("Lá na Guanabara fiquei encantado/Fui no Corcovado, Cristo Redentor")
Samba do Avião, de Tom Jobim ("Cristo Redentor/Braços abertos sobre a Guanabara")
Samba do Grande Amor, de Chico Buarque ("Fiz promessa até/Pra Oxumaré/De subir a pé o Redentor")
Subúrbio, de Chico Buarque ("Lá tem Jesus/E está de costas")
Um Trem para as Estrelas, de Cazuza ("São sete horas da manhã/Vejo Cristo da janela [...] Estranho o teu Cristo, Rio/Que olha tão longe, além/Com os braços sempre abertos/Mas sem proteger ninguém")
O País do Futuro, Camisa de Vênus ("…mas muita fé em Jesus Cristo/Quem sabe ele se zanga, desce lá do Corcovado/Passa o cajado nessa corja, Deus também fica retado")
Realidade Virtual, Engenheiros do Hawaii ("A neblina encobre o Cristo e a Lagoa se ilumina")
Redentor, Zélia Duncan ("Você sabia, meu amor, que da minha janela/ eu vejo o Cristo Redentor, ele tá sempre lá em cima")
Braços cruzados, Zélia Duncan ("Cristo Redentor, eu vi seus braços cruzados")
Rio de Janeiro, Diante do Trono ("Rio de Janeiro, que o Cristo vivo e verdadeiro estenda os braços sobre nós")
Álbum "With Hearts As One", a foto do Cristo Redentor aparece no centro da capa do álbum da banda cristã Hillsong United.
No álbum debutante do rapper e ator norte-americano - Ja Rule, Venni Vetti Vecci. O título do álbum é uma alusão a frase em latin "Veni, vidi, vici", que significa "vim, vi, venci." Há imagem do Cristo em segundo plano.
O Cristo Redentor também é referência em obras cinematográficas. A mais recente é o pôster do filme 2012. A cidade e o monumento carioca são os únicos a aparecerem nos cartazes fora dos Estados Unidos (as cidades estadunidenses representadas são Washington e Los Angeles).[18] Na série de tevê Life After People, o episódio Wrath of God mostra o Cristo Redentor, após 250 anos sem pessoas para fazerem sua manutenção, desabando sobre o Corcovado.

Dom, 10 de Junho de 2012 03:17

Favela + Floresta de Jeep

As favelas hoje fazem parte da conhecida realidade dos grandes centros urbanos.
A primeira favela surgiu há 106 anos, no Morro da Providência, na cidade do Rio de Janeiro, construída para os soldados sobreviventes da Guerra dos Canudos, como uma espécie de gratidão pelos serviços prestados ao Brasil.
Em 1948, o primeiro censo oficial das favelas, revela a presença de 105 favelas, abrigando 138.837 moradores, correspondendo a 7% da população do Rio de Janeiro.
Neste roteiro a Jeep Tour tem como objetivo mostrar a alegria, solidariedade e receptividade por parte dos moradores da comunidade carioca.
Conhecemos neste tour toda a rotina da comunidade caminhando por suas ruas, becos e casa a qual podemos desfrutar de vista panorâmica digna de cartão postal e conhecer obras de artes feitas pelos próprios moradores revelando todo o talento do artesão local.
 
 Região de Mata Atlântica, em área de preservação ambiental, a 10 minutos do centro do Rio de Janeiro, a Floresta da Tijuca é a maior floresta urbana do mundo.
Passeio com paradas no mirante da Vista Chinesa, onde se pode ver as praias de Ipanema e Copacabana, a baía de Guanabara e Niterói, em cachoeiras de águas cristalinas e caminhadas por trilhas de grau fácil por dentro da floresta. Durante o passeio, normalmente são vistos animais tais como macacos, preguiças e pássaros da fauna brasileira.
 
Mínimo de Pax: 02
Pick-up: A Consultar
Duração: 4 horas
Freqüência: Diariamente
O que inclui: jeep + guia 
 
 
  
Dom, 10 de Junho de 2012 02:50

Um dia no Rio de Jeep

Rio de Janeiro, uma terra sem igual cercada pelo mar, floresta e montanhas, faz do Rio o destino mais procurado do Brasil e um dos internacionais, agora temos um pacote completo de um city tour especial “Rio Safari Day de jeep” uma das grandes atrações do turismo do Rio de Janeiro é os mais diferentes passeios de Jeep pela cidade, agora temos o principal dity tour da cidade realizado de Jeep. 

Um dia no Rio de Janeiro de Jeep pelos principais pontos da cidade

Cristo + Pão de Açucar + Jardim Botânico + Almoço + Ingressos + Jeep + Guia Embratur + Floresta da Tijuca

 Esse é o passeio mais clássico da cidde maravilhosa, durante um dia inteiro você irá conhecer os principais pontos turísticos da cidade do Rio de Janeiro com conosco de jeep pela cidade.

Principais pontos visitados:

  • Pão de Açucar com subida de Bondinho nos dois morros, morro da Urca e Pão de Açucar.
  • Cristo Redentor subindo de Jeep pela Floresta da Tijuca com parada no mirante Dona Marta dentro da Floresta.
  • Floresta da Tijuca (leia o descritivo do roteiro logo abaixo)
  • Parada para almoço no Restaurante Prado Grill.
  • Durante nossa rota passamos por vários outros pontos histórico e atrativos que nossos guias mostrarão.
  • Jardim Botânico criado por D. João VI pai de D. Pedro I

Roteiro:

Região de Mata Atlântica, em área de preservação ambiental, a 10 minutos do centro do Rio de Janeiro, a Floresta da Tijuca é a maior floresta urbana do mundo. Passeio com paradas no mirante da Vista Chinesa, onde se pode ver as praias de Ipanema e Copacabana, a baía de Guanabara e Niterói, em cachoeiras de águas cristalinas e caminhadas por trilhas de grau fácil por dentro da floresta. Após a visita pelo parque nacional seguiremos em direção ao morro do Corcovado, localizado na floresta da Tijuca, onde está a estátua do Cristo Redentor, cartão postal do Rio de Janeiro.

O Corcovado, um dos mais belos panoramas da cidade, junto com o mirante D.Marta, é visita obrigatória dos turistas. Aos pés da estátua, pode ser vista a zona sul com as Praias de Copacabana e Ipanema, a Lagoa Rodrigo de Freitas e o Jardim Botânico. No mirante D.Marta a atração é parte da zona norte com o Maracanã e a baía de Guanabara com a Ponte Rio-Niterói, o Pão de Açúcar e a Marina da Glória e Niterói. Desceremos então pelo bairro de Laranjeiras e seguiremos para o restaurante Real Astória, localizado na enseada de botafogo, possui uma das mais belas vistas da nossa cidade. Especializado em cozinha internacional e espanhola com ênfase em frutos do mar. Perfeito para amantes da boa mesa e bons vinhos ( www.realastoria.com.br ).

Após o almoço, continuaremos nosso passeio indo visitar o morro do Pão de Açúcar, que se encontra na entrada da Baía de Guanabara, sendo referência visual para os navegadores que, do mar ou do ar, com sua forma de ogiva, pela localização privilegiada, presença na história da cidade, original acesso ao seu cume, é um marco natural, histórico e turístico da cidade do Rio de Janeiro.

Para fechar com chave de ouro nossa visita pela cidade maravilhosa iremos conhecer o Jardim Botânico, criado por D.João VI em 1817, destinado à cultura de plantas exóticas, é um parque sem rival no mundo dada a variedade de espécies cultivadas. Dentre elas destacam-se as Palmeiras Imperiais e os imensos nenúfares, famosas Vitórias-Régias, além de exemplares de Pau-Brasil, árvore quase em extinção no nosso litoral. Com agradáveis recantos, foi um dos lugares preferidos por Tom Jobim, assíduo freqüentador.

Informações e valores:

  • Embarque: entre 08h e 09h
  • Inclui: Transporte de Jeep, Ingressos, Almoço e Serviço de Guia de Turismo
  • Desembarque: entre 17h e 18h
  • Saídas regulares nas Segundas, Quartas, Quintas e Sextas.

 

 

 

 

O Jardim Botânico, criado por D.João VI em 1817, destinado à cultura de plantas exóticas, é um parque sem rival no mundo dada a variedade de espécies cultivadas. Dentre elas destacam-se as Palmeiras Imperiais e os imensos nenúfares, famosas Vitórias-Régias, além de exemplares de Pau-Brasil, árvore quase em extinção no nosso litoral. Com agradáveis recantos, foi um dos lugares preferidos por Tom Jobim, assíduo freqüentador.

Continuando, entramos na Floresta da Tijuca que é a maior floresta urbana do mundo, na região de Mata Atlântica, em área de preservação ambiental, a 10 minutos do centro do Rio de Janeiro, com uma parada no mirante da Vista Chinesa, onde se pode ver as praias de Ipanema e Copacabana, a baía de Guanabara e Niterói. Durante o passeio, normalmente são vistos animais tais como macacos, preguiças e pássaros da fauna brasileira.
 
Roteiro:
Pick-up em Jeeps no hotel – visita ao Jardim Botânico– subida pela Estrada do Horto Florestal – parada na Vista Chinesa – Mesa do Imperador – Estrada das Canoas – praia do Pepino – retorno ao hotel pela Av. Niemeyer.
 
Mínimo de Pax : 2 passageiros
Duração: 4 horas
FreqüênciaDiariamente
O que inclui: Jeep + Guia 
 
 
 
 
 

 

Dom, 10 de Junho de 2012 02:06

Floresta da Tijuca de Jeep

Região de Mata Atlântica, em área de preservação ambiental, a 10 minutos do centro do Rio de Janeiro, a Floresta da Tijuca é a maior floresta urbana do mundo.
Passeio com paradas no mirante da Vista Chinesa, onde se pode ver as praias de Ipanema e Copacabana, a baía de Guanabara e Niterói, em cachoeiras de águas cristalinas e caminhadas por trilhas de grau fácil por dentro da floresta. Durante o passeio, normalmente são vistos animais tais como macacos, preguiças e pássaros da fauna brasileira.
 
Roteiro:
Pick-up em Jeeps no hotel – subida pela Estrada do Horto Florestal – parada na Cachoeira dos Macacos – parada na Vista Chinesa – Mesa do Imperador – parada na Cascatinha – Capela Mayrink – Centro dos Visitantes – caminhada pela floresta – saída pelo Açude da Solidão – Estrada das Canoas – parada na Praia do Pepino para ver os vôos de Asa Delta – retorno ao hotel pela Av. Niemeyer.
 
Mínimo de Pax: 02
Pick-up nos hotéis: A Consultar
Duração: 4 horas
Freqüência: Diariamente
O que inclui: Jeep + Guia 
 
 
 
 
 
           

Passeio de lancha, um dos mais procurados

Vislumbrar as curvas da cidade maravilhosa pelo mar é uma experiência única e inesquecíivel. Com uma beleza exuberante, o Rio de Janeiro oferece a oportunidade de ser expolrada por todos os ângulos. Venha fazer um maravilhoso passeio pelos mares cariocas e viva a beleza natural em toda sua intensidade. 

Petrópolis, um marco na história do Brasil!

Visitar a cidade de Petrópolis é mergulhar de corpo e alma na história do Brasil. A cidade ficou famosa por abrigar a casa de veraneio da família real, construída a pedido de D. Pedro I. Preserna, ainda hoje, monumentos históricos, misturado ao seu ar bucólico de interior e o famoso Museu Imperial, com uma exposição permanente de peças e objetos utilizados no período colonial pela família real. Um passeio inesquecível e totalmente enriquecedor.

Arraial do Cabo: o caribe brasileiro!

Arraial do Cabo é condisiderado um dos lugares mais lindos do planeta. Carinhosamente chamada de caribe brasileiro, a cidade fica localizada na região da costa do sol, norte fluminense. Uma pequena cidadezinha, antiga colônia de pescadores, é cercada de praias de água cristalina, areias brancas e totalmente paradisíacas. Venha conhecer esse pedacinho do paraíso.

Angra dos Reis e Ilha Grande

Angra dos Reis possui nada menos que 365 ilhas salpicadas em um mar de águas verdes e cristalinas e duas mil praias repletas de belezas naturais. Envoltos pela Mata Atlântica e banhados pelo mar verde-esmeralda há condomínios de luxo, resorts e hotéis que hospedam turistas que buscam o melhor para suas férias e finais de semana.

Um dia no Rio de Janeiro

Com uma das paisagens mais deslumbrantes do planeta, a cidade do Rio de Janeiro é totalmente merecedora do título de “Cidade Maravilhosa”. Premiada com sua geografia única, a cidade é rodeada de belezas naturais, que encantam a todos que a conhecem. A cidade consegue integrar em perfeita harmonia a sua floresta da Tijuca com suas lindas praias e lagoas. Seu povo acolhedor e de bem com a vida proporciona uma experiência ainda mais agradável e faz do Rio um dos destinos mais procurados do mundo.

Búzios, onde natureza e sofisticação se misturam em plena harmonia!

A pequena Armação dos Búzios recebe turistas do mundo inteiro em busca de suas belas praias e suas noites de pura badalação. Frequentada por famos, intelectuais e celebridades do mundo inteiro, a cidade oferece uma grande opção de passeios e praias belíssimas. Com suas pousadas luxuosas, seus restaurantes cinco estrelas, e a famosa Rua das Pedras, a cidade é um dos balneários mais procurados da costa do estado do Rio de Janeiro. Venha conhecer esse lugar mágico e encantador.

@ Copy right Rio40graus OPeradora, Desenvolvido e hospedado Pela Travelsolution.com.br 21 8338 4991
Copy right